marô barbieri

literatura

Professora, escritora e contadora de histórias, formada em Letras (Português e Francês – Língua e Literatura) pela PUC-RS exerceu o magistério por 30 anos em escolas particulares de 1º e 2º Graus e continua trabalhando pela formação de mediadores de leitura, em oficinas realizadas em escolas e em Secretarias de Educação de municípios.
Foi bolsista do Conselho Nacional de Pesquisa (CNPq) na Faculdade de Educação da UFRGS no Programa EDUCOM – Informática na Educação – obtendo o 1º lugar no Concurso Anual de Software Educacional Brasileiro – pelo software “Criando histórias com Tartita” – da Secretaria Geral de Informática do Ministério da Educação, em dezembro de 1987.
Foi presidente da Associação Gaúcha de Escritores (AGEs) por três gestões.
Tem 27 livros publicados – a maioria de literatura para crianças – mas integra várias antologias de minicontos e de poemas para adultos.
Seu livro “Pestilóide e o sumiço da chuva” ganhou o Prêmio Livro do Ano na categoria Literatura Infantil, em 2004, da Associação Gaúcha de Escritores.
Seu livro “Cirandas de Villa Lobos – reinvenções”, em parceria com Olinda Alessandrini e Clara Pechansky, ganhou o Prêmio Livro do Ano na categoria especial, em 2013, da Associação Gaúcha de Escritores (AGEs).
Em 2015, seu projeto Leitor de Rua ganhou o Açorianos de Literatura na categoria Projetos de Leitura.
Como produtora cultural organizou o I e II Encontro de Escritores/Contadores de Histórias e o I e II Fóruns de Literatura Infantil e Juvenil do RS.
Como escritora convidada, participou de eventos na Espanha, na França, na Bélgica, no Chile e no Uruguai.
Foi escritora homenageada (patrona) de Feiras de Livro de 23 municípios do RS e de três bibliotecas infantis, que tem o seu nome.
Em outubro de 2014 passou a integrar a Academia Riograndense de Letras.